Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Ações Extensionistas

Área do conteúdo

Programa – Programa de Extensão Brincantes cordão do Caroá

Aula/oficina de confecção de ‘pífanos’ e cultura popular com alunos do projeto da ação extensionista na comunidade Verdes Mares no Papicu.
autor da foto: Marcelo Farias
data:03/06/2017
Coordenador da Ação Extensionista: José Mendes Fonteles Filho

Título da Ação Extensionista: Programa de Extensão Brincantes cordão do Caroá

Código: XA00.2004.AI.0867

Nome Completo do(a) Coordenador(a): José Mendes Fonteles Filho [fonteles@ufc.br], Dpto. de Estudos Especializados / Faculdade de Educação

Coordenadoria Setorial PREX vinculada à Ação: Coordenadoria de Extensão do Campus do Benfica

Data de Início das Atividades da Ação: 06/01/2017

Modalidade: Programa

Área Temática Principal: Educação

Linha de Extensão: Artes Integradas

Descrição Sintética da Ação:

Tendo como seu principal objetivo, integrar estudantes de diversas áreas da UFC e do seu entorno a partir dos Saberes e Práticas das Culturas Populares Cearenses e do Reisado de Congo. O Programa de Extensão Brincantes Cordão do Caroá – UFC trabalha a dez anos interagindo, pesquisando e difundindo as culturas ancestrais, coletivamente construídas nas comunidades de memória no estado do Ceará. Comunidades estas, que, desenvolvem culturas, e organizam famílias, artistas, artesãos e brincadores através da tradição oral. A universidade enquanto espaço de múltiplos saberes que se entrelaçam em pesquisa, ensino e extensão, carece, cada vez mais, em lançar olhares no intuito da valorização dessas inúmeras comunidades de memória, sendo estas, portadoras de saberes que remontam diversas identidades dos cearenses. Suas formas de falar, andar, comer, dançar e cantar. São práticas que merecem visibilidade por uma questão de defesa social. Num tempo em que, por um lado, as culturas de massa invadem, dilaceram e lançam mão dos aparelhos culturais públicos e privados, e por outro, fadam as culturas tradicionais ao gueto e a invisibilidade social, artística e educativa. Reafirmamos a importância da renovação da pesquisa e de seus bolsistas produzida a partir dos Reisados do Ceará e das vivencias que formam e movimentam a brincadeira. Reflexão acerca do contexto da educação não escolar, onde saberes e praticas são re-significadas em seus processos educativos; Organização social da brincadeira, a interpretação, a significação e a representação das cosmologias, a construção simbólica, a aquisição, reinterpretação e reinvenção de saberes e identidades em comunidades de memória; Seus Patrimônios Materiais e Imateriais. O Turismo Social. Os ritmos no Reisado de Congo; O canto coletivo, a poética, a oralidade; A Corporeidade, linguagens presentes na brincadeira e o desenvolvimento sensorial.

Público-Alvo: Estudantes e Funcionários da UFC. Estudantes e servidores de outras universidades. Artistas, Educadores, Grupos Culturais, Gestores e Produtores Culturais e Públicos em Geral. Potencializando a participação de amplos segmentos sociais, da mídia espontânea e de pesquisadores de diversas áreas de atuação, ensino, pesquisa e extensão

Estimativa média de Público atendido por mês: 40

Cursos de Graduação vinculados: Ciências Sociais, Pedagogia

Cursos de Pós-graduação vinculados:

Endereço: Avenida da Universidades 2910, Fortaleza/CE

Representante: Marcelo Bezerra Farias [marcelobzfarias@gmail.com]

Bolsistas de outras ações extensionistas poderiam visitar essa ação?: Sim

 

Acessar Ir para o topo