Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Ações Extensionistas

Área do conteúdo

Projeto – Traficando Saberes

Imagem do Projeto Traficando Saberes em uma roda de discussão sobre segurança pública realizada em parceria com a Rede de Desenvolvimento Local e Sustentável, Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza e CEDECA-CE.
Foto de Adriano Almeida.
Tirada no dia 10 de Junho de 2017.
Coordenador da ação: Luiz Fábio S. Paiva (professor do Departamento de Ciências Sociais e do Programa de Pós-graduação em Sociologia)

Título da Ação Extensionista: Traficando Saberes

Código: CB.2017.PJ.277

Nome Completo do(a) Coordenador(a): Luiz Fábio Silva Paiva [luizfabiopaiva@gmail.com], Departamento de Ciências Sociais / Centro de Humanidades

Coordenadoria Setorial PREX vinculada à Ação: Coordenadoria de Extensão do Campus do Benfica

Data de Início das Atividades da Ação: 15/03/2017

Modalidade: Projeto

Programa Extensionista da UFC vinculado, se houver: Não

Projeto de pesquisa da UFC relacionado: “A GUERRA POR OUTROS MEIOS”: AS TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS DO CRIME EM FORTALEZA.  PROJETO PIBIC 2017/2018 – Edital 03/17.

Instituições Parceiras Nacionais: Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza
Centro de Defesa da Criança e do Adolescente – CEDECA-CE

Instituições Parceiras Internacionais: Não

Área Temática Principal: Direitos Humanos e Justiça

Linha de Extensão: 46. Segurança pública e defesa social

Descrição Sintética da Ação:

O objetivo do proeto é realizar atividades orientadas para defesa e promoção dos direitos humanos, com participação de jovens moradores das periferias de Fortaleza, integrantes de movimentos sociais, membros de organizações governamentais e não-governamentais, militantes políticos, operadores de segurança pública e justiça criminal, entre outros interessados na proposta. O projeto funciona agregando três ações que são desenvolvidas pelo LEV em sua trajetória de 22 anos de trabalho, na área de estudos do crime, violência e violações de direitos. São elas,
1.    Oficinas para promoção dos direitos humanos em escolas e equipamentos públicos;
2.    Ciclo de debates com segmentos da sociedade civil e dos governos que atuam na área de defesa e promoção dos direitos humanos;
3.    Grupo de estudo aberto à comunidade em geral, com objetivo de desenvolver ferramentas conceituais e metodológicas para formação na área de defesa e promoção dos direitos humanos.

Público-Alvo: 1. Oficinas de Direitos Humanos:
Jovens residentes na periferia da cidade de Fortaleza, em situações de violação dos seus direitos fundamentais, egressos do sistema de medidas socioeducativas e engajados em lutas por direitos sociais em suas comunidades. (40 pessoas; 2 oficinas em 10 meses).
2. Ciclo de Debates:
Comunidade acadêmica, movimentos sociais, agentes de governo, operadores de segurança pública e justiça e demais pessoas interessadas nos debates sobre cidadania e direitos humanos. (800 pessoas; 8 mesas redondas em 10 meses).
3. Grupo de Estudo:
Estudantes universitários engajados em movimentos sociais e militantes da causa dos direitos humanos. (20 pessoas; 10 encontros em 10 meses).

Estimativa média de Público atendido por mês: 20 a 30 pessoas.

Link (site, blog, página no Facebook): http://lev.ufc.br/

Cursos de Graduação vinculados: Ciências Sociais

Cursos de Pós-graduação vinculados: Programa de Pós-graduação em Sociologia

Endereço: Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza
Rua Dr. Fernando Augusto, 987 – Granja Portugal, Fortaleza – CE, 60540-260, Fortaleza/CE

Representante: Adriano Almeida [almadriano@gmail.com]

Essa ação atua em mais de um local?: Sim

Endereço completo do Local 02: Av. da Universidade, 2995 — Benfica , Fortaleza/CE

Nome completo do(a) Representante do Local 02: Luiz Fábio Paiva [depcs@ufc.br]

Bolsistas de outras ações extensionistas poderiam visitar essa ação?: Sim

Observações: Muitas das informações solicitadas estão presentes no formulário preenchido portanto são geradoras de mais trabalho, desnecessário. Espero realmente ver um retorno dos dados solicitados, pois várias pró-reitorias solicitam informações sem nenhuma devolutiva.

Acessar Ir para o topo