Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Ações Extensionistas

Área do conteúdo

Projeto – Memória e patrimônio: inventário participativo pelas comunidades do Médio Jaguaribe

» O que está acontecendo na foto – Oficina sobre Inventário Participativo
» Autor(a) da foto, com nome e último sobrenome – Mário Martins
» Data (pelo menos mês e ano aproximados) em que a foto foi tirada – Março 2017
» Nome completo do(a) Coordenador(a) da ação extensionista – Mário Martins Viana Júnior

Título da Ação Extensionista: Memória e patrimônio: inventário participativo pelas comunidades do Médio Jaguaribe

Código: Ch00.2015.pj.0173

Nome Completo do(a) Coordenador(a): Mário Martins Viana Júnior [mariomartins@ufc.br], Depto. História / Centro de Humanidades

Coordenadoria Setorial PREX vinculada à Ação: Coordenadoria de Extensão do Campus do Benfica

Data de Início das Atividades da Ação: 01/03/2016

Modalidade: Projeto

Programa Extensionista da UFC vinculado, se houver: MEMÓRIAS DAS COMUNIDADES IMPACTADAS PELOS PERÍMETROS DE IRRIGAÇÃO NO CEARÁ Código: HI00.2014.PJ0078

Instituições Parceiras Nacionais: CÁRITAS DIOCESANA DE LIMOEIRO DO NORTE; INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA (IFCE); INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA (IFRN); UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ (UVA)

Área Temática Principal: Cultura

Linha de Extensão: 37. Patrimônio cultural, histórico, natural e imaterial

Descrição Sintética da Ação:

Em observância das consequências negativas de implementação da Política Estadual de Recurso Hídricos do Ceará e da Política de Açudagem no Nordeste, expressa, entre outras, na construção de barragens, esta ação de extensão tem como principal missão atender às comunidades rurais dos municípios de Alto Santo, Ererê, Iracema, Pereiro e Potiretama, região impactada direta e indiretamente pela construção da Barragem do Figueiredo, com atenção especial para as comunidades da Caatinga Grande. Em nossa análise observamos que essas comunidades estão ameaçadas ou já foram violentamente atingidas por esse projeto hídrico, através de desapropriações, mobilizações, reassentamentos, abalo de laços identitários, tensões sociais, além de danos ambientais diversos, como poluição, desmatamento, alteração do clima, entre outros. Tal quadro é ainda mais complexo em virtude do anúncio de construção de um perímetro irrigado que gerará a desapropriação de mais 8.000 hectares e, portanto, a expropriação de outras centenas de famílias. Diante disso, nossa ação visa sensibilizar os sujeitos sociais desses territórios sobre a importância do trabalho com a história, a memória e o patrimônio, no sentido de entendimento diferenciado sobre seus territórios e de promoção e preservação de seus referenciais culturais, isto é, de suas celebrações, formas de expressão, ofícios e modos de fazer, edificações e lugares que estão ameaçados pela materialização das políticas listadas acima. Para tanto, promoveremos uma série de atividades com os sujeitos da região, dividida em três momentos: retomada da reflexão em torno da museologia social com foco para a montagem das exposições temáticas que comporão o espaço do Museu Comunitário de Caatingueirinha; montagem das trilhas e treinamento dos interessados para guiamento; realização de entrevistas e espacialização das experiências presentes e pretéritas na região da Caatinga Grande.

Público-Alvo: 1 – Moradores(as) das comunidades ameaçadas pela construção de um perímetro irrigado de 8.000 hectares na região da Caatinga Grande (comunidades de Boa Vista, Baixa do Jatobá, Cajulândia, Carnaubal, Monte Vistoso, Venha Ver, São Bento, Três Irmãos  – aproximadamente 500 famílias) e nas comunidades de Baixinha, Baracha, Barro Vermelho, Bom Futuro, Caatingueirinha e Assentamento Riacho Seco.
2 – Moradores(as) das comunidades impactadas (removidas, reassentadas, expulsas) pela construção do Açude Figueiredo: Vila São José, Assentamento Boa Esperança, Lapa e comunidades difusas (aproximadamente 400 famílias).

Estimativa média de Público atendido por mês: 100

Link (site, blog, página no Facebook): www.comter.info

Cursos de Graduação vinculados: História; Medicina

Endereço: Não há endereço. Segue georreferenciamento:
Caatinga Grande:Latitude: 5°39’12,639″ S; Longitude: 38°4’0,196W
Caatingueirinha: Latitude:  5°40’10.19″S; Longitude:  38°14’9.48″O, Potiretama

Representante: Mário Martins Viana Júnior [mariomartins@ufc.br]

Bolsistas de outras ações extensionistas poderiam visitar essa ação?: Sim

Acessar Ir para o topo